Cirurgia Inovadora – Próteses em Animais de Companhia

Henrique Armés, Diretor do Hospital de São Bento e docente na Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Lusófona, procedeu ao implante de uma prótese de titânio e fibra de carbono, uma cirurgia inovadora a nível europeu, e devolveu a esperança de vida a uma cadela da raça Dogue de Bordeaux, de 50 kilos.

Após perder a sua pata dianteira, na sequência de um tumor maligno, os donos de Ronda não desistiram e tudo fizeram para salvar a sua cadela. Sem o procedimento pioneiro da colocação de prótese na cavidade do osso amputado, o destino do animal seria a eutanásia; o que, felizmente, foi evitado e originou a publicação de notícias sobre o ato pioneiro, divulgadas pelo mundo.

Aqui, destacamos o trabalho do Médico-Veterinário, Professor de Cirurgia da FMV-ULHT, no âmbito das cirurgias com próteses e o orgulho que temos pelo “bem fazer” na paixão que nos une – os animais.

Ronda, a Dogue de Bordeaux portuguesa que voltou a andar graças a uma prótese pioneira de titânio e fibra de carbono

[Fotografia de Patricia de Melo Moreira/AFP]

Notícia internacional

Notícia completa

AD 06.12.2019

Serviços Online